quinta-feira, 18 de julho de 2013

Que saudades!

Por ter andado tão poucas vezes, tenho saudades :)
saudades daquela vez que passei o tejo ao pôr-do-sol, vinda de Cacilhas
uma outra em que prolonguei um abraço e um beijo do terreiro ao barreiro 
e outra que, como adolescente dramática que era, chorei ao som de uma música qualquer do barreiro ao terreiro do paço.


Sem comentários: