quinta-feira, 27 de junho de 2013

A kiss is not just a kiss

 
Eu sou a favor do método "um beijo é a melhor maneira de calar alguém" mas desde miúda percebi que, por mais química que exista, no momento em que os lábios se tocam tens finalmente a percepção se as pessoas combinam. Não pelo sentimento do beijo, não pelo quanto ele sabe bem ou pela quantidade de vezes que o queres repetir mas pela qualidade e frequência de todas as conversas que se seguem após esse momento. Se essas escassearem, forem substituídas por beijos, por abraços que não são acompanhados de conversas das boas, das que perduram e habitam entre caricias, então o todo de nada vale.
 
- elsar

Sem comentários: