sexta-feira, 22 de março de 2013

Alternativas a um dia de trabalho

Hoje fechava a loja e fugia para sintra
beber café na vila, subir a serra até ao palácio, perder-me por entre árvore, vegetação e a ausência de barulho do mundo à minha volta.
Era passear por entre ruas e vielas, de máquina em punho, a absorver o sol em mim e nas coisas à minha volta.
Era uma pulinho à praia das maçãs de eléctrico, ao sabor de umas queijadas, era um pôr-do-sol de frente para a brisa do mar, com a textura da areia nos dedos...ou até o mar frio a banhar-me os pé ou as pernas, ou o corpo inteiro.
era um dia de paz
era isto

1 comentário:

Danny disse...

nunca fui a Sintra, com muita pena minha. Gostava tanto!