sábado, 24 de novembro de 2012

Conteúdo de todos nós


 O passado é uma peça muito importante no xadrez da nossa vida e qualquer movimento em falso levam por terra todo o esforço feito, todos os movimentos cautelosamente calculados, todo o tempo que passamos a planear para que, num instante, sejamos derrubados por um cheiro, um som, um gesto e acabamos por voltar à estava zero.

Difícil seria escolher entre apagar o passado e viver sossegada ou terrivelmente assombrada pelas memórias, boas ou más, que guardamos de alguém.
Mal ou bem, é parte integrante de quem somos e apagar o passado, era apagar uma parte de nós.

Quando o passatempo entra no jogo, é respirar fundo e esperar que seja a nossa vez de jogar.
O passado que fiquei aqui...


Sem comentários: