segunda-feira, 30 de abril de 2012

Chega de saudade

de um tempo que já não volta 
de uma juventude sem consciencia ou moral
dos anos passados com a cabeças nas nuvens
das pessoas que já não fazem parte da vida mas apenas das memórias que povoam o nosso passado
chega de saudades
das músicas que fazem a nossa banda sonora
que completam a imagem perfeita das recordações amorosas da nossa vida
chega de saudades do que já passou
e do que pensámos que iamos viver para sempre
chega de viver na realidade alheia, é hora de viver com os olhos no presente e de construir o futuro.
Chega de ficar sentado a ver a vida passar, é hora de levantar e seguir caminho
vai, corre, o mundo está à tua espera.

Sem comentários: