sexta-feira, 12 de agosto de 2011

"Eu não gosto de falar com pessoas"

célebre frase de minha autoria que surgiu do meu lado mais anti-social que detesta ser incomodado enquanto lê um livro, seja na sala de espera do médico ou no comboio. 
Uma pessoa de livro na mão não é um bom alvo de conversa de chácha, a gerência agradece que diga Olá (se for mesmo necessário) e siga com a sua vida. Responder entre dentes e voltar a enfiar o nariz no livro não contribui, para mim, para o "continua a falar! estou a adorar ouvir-te falar sobre como está calor e tu tens de andar de fato".
Isto está está-me a remoer o juízo visto que me tenho cruzado com um ex colega de escola de quem nem nunca fui especial fã e com quem pouco falava mas que nos últimos dias tem tido a pontaria fantástica de apanhar o mesmo comboio que eu e de achar que eu tenho cara de fazer conversinha da treta de lisboa a casa.
NÃO!

Livro aberto significa "BUSY"
Vai pentear macacos para outro lado!

(nas palavras de alguém que conheço "és mesmo mau feitio!")

Sem comentários: